Coroa-de-cristo

Coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos
Coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos - imagem original: geoff_heal - Licença Creative Commons

A coroa-de-cristo é um arbusto que pode atingir até 2 m de altura. Seus ramos suculentos têm muitos espinhos afiados de até 3 cm de comprimento, e quando cortada ou ferida, a planta segrega um látex leitoso tóxico irritante. Assim, quando é necessário cortar esta planta, é preciso providenciar proteção para a pele do corpo e para os olhos.

Esta planta também é conhecida pelos nomes coroa-de-espinhos, dois-amigos, dois-irmãos, e bem-casados. Os três últimos nomes se devem ao fato das inflorescências possuírem duas brácteas vistosas que atraem a atenção para a minúscula flor feminina no centro, que é circundada pelas flores masculinas reduzidas a simples estames (este tipo de inflorescência é denominado um ciátio).

Muito resistente e fácil de cultivar, a coroa-de-cristo é uma planta utilizada não apenas como planta ornamental em jardins e vasos, mas também como cerca viva, devido a presença dos numerosos espinhos.

Flor branca de coroa-de-cristo
Inflorescências com brácteas brancas de coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos - imagem original: Jim - Licença Creative Commons

Nome científico:

Euphorbia milii. Também há híbridos.

Origem:

Madagascar.

Clima

É uma planta de clima tropical ou subtropical, que não suporta bem temperaturas próximas de 0°C.

Inflorescência cor-de-rosa de coroa-de-cristo
Inflorescências com brácteas cor-de-rosa de coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos - imagem original: Hafiz Issadeen - Licença Creative Commons

Iluminação:

Luz solar direta.

Irrigação:

É uma planta resistente a seca, mas cresce melhor se não faltar água. Por outro lado, o excesso de água prejudica esta planta.

Solo:

É bastante tolerante quanto ao solo, desde que seja bem drenado. O ideal é um solo bem drenado, leve e moderadamente fértil.

Inflorescência alaranjada de coroa-de-cristo
Inflorescências com brácteas alaranjadas de coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos - imagem original: Frank Vincentz - Licença Creative Commons

Época de floração:

Principalmente primavera e verão, mas pode florescer durante o ano todo quando as condições de cultivo são as ideais.

Ciclo de cultivo

Plantas perenes.

Propagação:

Por estaquia: Pedaços retirados do meio de um ramo normalmente não enraízam, portanto são usadas apenas as extremidades com folhas. As pontas de ramos podem ser cortadas com cerca de 10 cm de comprimento e devem ser deixadas em local sombreado por alguns dias para que o corte seque completamente antes do plantio. Os pedaços de ramos são então plantados em vasos com solo úmido. O enraizamento demora cerca de um mês. Este é o método de propagação usado para obter plantas idênticas as plantas-mãe, especialmente no caso de plantas que são híbridas.

Por sementes: o plantio por sementes é realizado principalmente para a obtenção de novas variedades. As sementes podem ser semeadas em sementeiras, bandejas ou pequenos vasos. A germinação das sementes normalmente ocorre em uma ou duas semanas. As mudas estarão prontas para o transplante para vasos maiores ou para o local definitivo quando estiverem com 4 a 6 folhas verdadeiras.

Coroa-de-cristo ou coroa-de-espinhos
A coroa-de-espinhos é uma planta fácil de cultivar, sendo muito utilizada em cercas vivas por causa de seus espinhos e de seu látex irritante - imagem original: Wonderlane - Licença Creative Commons

Espaçamento recomendado entre plantas

25 a 60 centímetros, dependendo do tamanho da variedade.